Procurando dentro do blog

quarta-feira, 29 de maio de 2013

O Centésimo


Gente,
nem acredito que já chegamos ao centésimo post. O tempo passou depressa. A felicidade é imensa.

Antes de qualquer outra coisa, meu eterno muito obrigada a vocês, queridos leitores. Naquela tarde de janeiro quando resolvi voltar para o mundo virtual, não esperava encontrá-los tão depressa. Foi e é uma satisfação incontestável escrever para vocês. Essa, muitas vezes, é  atividade mais prazerosa do meu dia. E olha que a minha vida é boa pra caramba!!!

Estou muito feliz porque recebo notícias de que outros têm se aventurado nesse mundo da escrita por causa dessas mal traçadas linhas. Queridos, é sempre bom escrever, mesmo que ninguém nos leia, a sensação de libertação, de se livrar de anseios e de compartilhar ideias sempre vale a pena. Portanto, estou com vocês nesse empreitada, e se precisarem, é só chamar.

Verdade que um blog exige certa disciplina. Bem, eu nunca tive problemas com a disciplina. Até gosto dela. E o compromisso de ler para escrever é algo que mais me agrada do que aborrece. Por isso, estou mantendo a meta de oito livros por mês com afinco. E venho aprendendo bastante sobre o universo literário.

Vez ou outra, o blog traz um texto ficcional meu na categoria Relicário. Ainda continuo tentando publicar meus romances. Por enquanto, nenhuma luz no fim do túnel. Acho que levarei muitos nãos até chegar a um sim, se é que vou chegar a um sim um dia... Sei lá! O importante é não desistir de tentar.

E o blog me ajuda muito nesse sentido. O propósito inicial deste nosso cantinho era mostrar um pouco da minha ficção para vocês. E acho que o blog cumpre essa função muito bem. Porém, eu não imaginava que fosse escrever aqui também minhas opiniões sobre outras tantas coisas. Isso faz um bem danado para a alma.

Por isso, não vejo o menor motivo para interromper essa nossa ligação tão cedo. Quero, dentro do tempo possível, estar escrevendo o milésimo post com a mesma alegria e o mesmo entusiasmo. Espero que estejamos juntos ainda quando isso for acontecer. Quem sabe, até lá, eu já não fui apresentar os meus romances no Jô Soares?

3 comentários:

  1. Continuarei lendo,através dele tive mas vontade a leitura e sentindo vontade de escrever,quem sabe quando for ao Jô Soares fique muito conhecida por seus romances e não me de um autografo!rsrs

    ResponderExcluir
  2. Com certeza, vai ganhar um autógrafo com dedicatória e tudo. Abraços, Pablo!

    ResponderExcluir
  3. 100 posts.. ja? o tempo passa muito rapido ein!
    so sei adoro.. e so queria conseguir ler tao rapido qto vc (e eu nem leio tao devagar assim) pra poder ler todos os q eu gosto das resenhas....

    ResponderExcluir